sexta-feira, 6 de maio de 2011

Divisão do Pará em três Estados

Atenção comunidade paraense!
O plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira a convocação de dois plebiscitos para decidir sobre a criação dos Estados de Tapajós e Carajás, como desmembramentos do Pará. Conforme a proposta, Tapajós teria 27 municípios e ficaria localizado no oeste do Pará, ocupando 58% de sua área atual. Carajás teria 39 municípios, no sul e sudeste do Pará, com área equivalente a 25% do território atual do Estado.
O texto sobre Tapajós, que volta para o Senado, foi aprovado na forma de substitutivo da Comissão de Amazônia e de Desenvolvimento Regional ao Projeto de Decreto Legislativo 731/00, do senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR). A proposta sobre Carajás também volta ao Senado e prevê que a consulta pública deverá ser realizada no prazo de seis meses após a publicação do decreto.
Deputados estaduais paraenses dizem que a proposta sobre a divisão do Pará em três Estados depende ainda de muitos debates e consultas.
http://http://www.tribunadopiaui.com.br/noticia/plenario-da-camara-aprova-plebiscitos-sobre-divisao-do-para-5979.html





Um comentário:

Elizama disse...

Acredito que a divisão do estado não é favorável para os moradores de Belém e nem para aqueles que moram nas localidades onde querem criar novos "estados". Penso que se fizerem isso será apenas pela criação de novos cargos políticos. Levando em consideração a forma como cada "estado" irá se manter. Vejamos: Onde seria o estado de Tapajós, a maioria de suas áreas é ocupada por reservas ambientais e indígenas; a proposta é que eles vivam de agricultura. mais onde vão plantar? Vai ser preciso desmatar?. Quanto a carajás, seu sustento viria dos minérios, mas, a extração freqüente provavelmente fará com que este "estado" logo fique sem os minérios.
No final como ficariamos?
-Por falta de emprego algumas pessoas terão de vir para o então Pará, e iriamos ter os seguintes aumentos: na competitividade por empregos, pobreza, possivelmente moradores de rua, etc.
NOS TORNARÍAMOS COMO SÃO PAULO!!!
Vão criar mais empregos para os políticos, ou seja: mais corrupção em nosso país! Eles alegam que será para que o controle e as ações sejam feitas de modo mais rápido nas localidades, afinal, "Tem um prefeito ali pertinho do povo..."
Peço a todos que pensem nesta ipótese antes de decidir a favor ou contra esta divisão.